Uma História de Encantar – Análise

enchanted disney 1

Conto de Fadas? Realidade? Não, uma mistura de tudo! Uma História de Encantar encantou verdadeiramente por todos e mais alguns motivos! Vem conhecer mais um clássico da Disney!

 

Pois bem, Uma História de Encantar (Enchanted na versão original) é o 50º clássico da Walt Disney. Atingindo uma marca tão importante, a produção tinha mesmo de ser brilhante! São os grandes factores e os pequenos pormenores que fazem deste filme uma verdadeira ‘magia’! Antes de mais, descobre como é esta maravilhosa história.

 

Tudo começa no mundo da animação…mais precisamente o reino chamado Andalasia! Giselle, a protagonista, quer encontrar o seu belo príncipe e, no meio de umas quantas peripécias, isso acontece. Mas como em qualquer boa história, existe um vilão, ou melhor, uma vilã, para acabar com a felicidade que paira no ar. A Rainha Narissa abomina a ideia do seu enteado, o príncipe Edward, casar com Giselle. Arquitecta um plano quase diabólico, e com as suas falinhas mansas leva Giselle a cair num lago encantado no dia do casamento. Ao cair, a futura princesa é arrastada para um novo mundo…um mundo não animado que se faz conhecer pelo nome de Nova Iorque!

enchanted disney 2

Nova Iorque é diferente de Andalasia…muito diferente! Giselle cedo se apercebe disso ao andar perdida por aquela cidade tão estranha para ela e pior, como uma humana! É então que, já desesperada por encontrar o seu castelo, é salva por Robert Phillips, um procurador de divórcios. Influenciado pela sua filha Morgan, uma pequena menina que se deixa encantar pela jovem Giselle e o seu modo cor-de-rosa de ver a vida, deixa que ela passe a noite em sua casa. Os dias passam, e a bondade e coração generoso de Giselle parecem amolecer os sentimentos de Robert…a futura princesa começa a ver os seus próprios sentimentos a mudarem mas, por outro lado, tem ainda esperança que Edward, o seu príncipe, apareça para a salvar!

enchanted disney 3

 

Em Andalasia, Edward reúne uma equipa (Nathaniel, um escudeiro que trabalha secretamente para Narissa, e Pip, o esquilo amigo de Giselle) e vão todos em busca da sua amada no mundo real. Narissa não se deixa estar, e também ela vai, para acabar com as ameaças de uma vez por todas! O perigo espreita a cada esquina e Giselle não faz ideia do que a espera! Para além das loucuras de Narissa, espera-lhe também um grande desafio: ouvir a voz do coração que ditará quem merecerá o seu amor!

 

À primeira vista pode parecer uma história realmente simples, mas a verdade é que só se percebe a profundidade quando se vê! É necessária uma grande criatividade e muito trabalho para conjugar o mundo real com o mundo encantado sem parecer demasiado ridículo. E aliando isto ao facto de o filme fazer referência a tantos outros contos da Disney, como a Branca de Neve, a Bela Adormecida ou a Cinderela, aplaudo de pé perante o resultado conseguido! As cenas que nos relembram as histórias da infância estão verdadeiramente bem feitas, e cada palavra espalha o encanto que faz desta história algo realmente fascinante!

 

Podes ver aqui algumas imagens que permitem identificar as referências feitas:

 
enchanted disney 6

 

Em termos mais técnicos, devo dizer que não tenho praticamente nada a apontar. Relativamente à animação, foi um sentimento quase indescritível ver outra vez o 2D que, apesar de simples, consegue tornar a cena mais banal em algo que nos prende. No entanto, quanto ao mundo real, a produção estava bastante boa, com excepção de certas sequências que possam ter ganhado uma presença talvez ligeiramente forçada, mas em raríssimos casos. No que diz respeito aos actores, dá-me a ideia de que a representação a dada altura parece levemente forçada, mas não aponto isto como um aspecto forçosamente negativo, uma vez que não consigo imaginar o filme com outros actores senão estes mesmos.

 

E agora a música…a música que faz reviver os velhos contos de fadas! Espalham magia a cada nota e destaco que se encaixam realmente bem nas cenas em que estão inseridas. Foram precisamente as músicas que deram um valioso contributo para que o filme tivesse aquela pitada especial. Não é o mesmo ritmo de sempre, a mesma ideia de sempre…é o ritmo antigo, são as ideias antigas que nos fazem recuar no tempo no mesmo instante em que não deixamos o momento do agora.

 

Tudo o que posso, em conclusão, dizer desta maravilhosa ‘obra-prima’ é que merece, com toda a certeza, ser vista, re-vista e vista novamente. A conjugação da história, das músicas, do antigo com o novo, do real e não real, do encantado e não-encantado, torna este filme, sem qualquer sombra para dúvidas, Uma História de Encantar!

enchanted disney 5

 

 

Ficha Técnica:

Director – Kevin Lima

História por – Bill Kelly

 

Elenco:

Amy Adams – Giselle

Patrick Dempsey – Robert Philip

James Marsden – Príncipe Edward

Timothy Spall – Nathaniel

Idina Menzel – Nancy Tremaine

Susan Sarandon – Rainha Narissa

Rachel Covey – Morgan Philip

Jeff Bennett – Pip em Andalasia

Kevin Lima – Pip em Nova Iorque

Paige O’Hara – Trish

Julie Andrews – Narradora (voz)

 

Banda Sonora:

“True Love’s Kiss” – Amy Adams e James Marsden

“Happy Working Song” – Amy Adams

“That’s How You Know” – Amy Adams e Marlon Saunders

“So Close” – Jon McLaughlin

“Ever Ever After” – Carrie Underwood

“Andalasia”

“Into the Well”

“Robert Says Goodbye”

“Nathaniel and Pip”

“Prince Edward’s Search”

“Girls Go Shopping”

“Narissa Arrives”

“Storybook Ending”

“Enchanted Suite”

“That’s Amore” – James Marsden

 

 Nota (de 0 a 5, parâmetros do blog): 4,5

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: